Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Horas Vagas

31 de Janeiro, 2021

O lado bom de Janeiro

horasvagas_orquideas.jpg

Encerro Janeiro com a partilha desta fotografia para terminar em beleza. É claro que nem tudo foram rosas, todas as esperanças que tinha para 2021 foram logo por água abaixo na primeira quinzena de Janeiro com o anúncio do novo Estado de Emergência e o dever de confinamento a partir de dia 15. Para mim, foi o prenúncio de um ano muito semelhante ao do anterior (sentiram o mesmo?). Ainda assim - num exercício de ver o lado bom da vida -  tive a oportunidade de celebar o meu 35º aniversário em liberdade - 12 de Janeiro -, tendo sido presenteada por estas belas orquídeas que continuam lindas e vistosas. Adoro receber flores mas fico cheia de pena quando murcham. É por isso que adoro a fotografia, imortaliza a beleza de um momento. E sendo mais um ano sem grandes exigências, peço apenas a lucidez de ver o lado bom da vida e a oportunidade de imortalizar mais momentos assim, simples e belos.

Fevereiro, podes vir!

29 de Janeiro, 2021

Saudade

"Sau.da.de

[nome feminino]

1. sentimento de mágoa, nostalgia e incompletude, causado pela ausência, desaparecimento, distância ou privação de pessoas, épocas, lugares ou coisas a que se esteve afetiva e ditosamente ligado e que se desejaria voltar a ter presentes

2. [também no plural] lembrança afetuosa de algo ou alguém ausente (...)."

[Infopédia]

horasvagas_2021.jpg

Saudade do mundo pré-pandemia, de viver sem ouvir falar constantemente em Covid-19,  números de infectados e de mortes, de sair de casa sem usar máscaras e álcool gel, de não viver em (des)confinamento e com distância de segurança. Saudades da vida que tinha, da liberdade, de não ter medo de tocar em algo ou alguém ou de tossir sem assustar ninguém. Saudade de viver sem medo e ansiedade. Saudades das coisas mais simples da vida, das jantaradas entre amigos, dos festejos de aniversários, dos abraços, de ver sorrisos e crianças em parques infantis. Saudade de viajar e conhecer o mundo. Saudades do mar, aqui tão perto e agora tão longe. Saudades das velhas rotinas que se perderam, de ir frequentemente a restaurantes, ao cinema, e do ginásio que fechou definitivamente. Saudades de fazer planos a longo prazo e, se tal for possível, de todas as coisas que não se realizaram em 2020 e sem perspectiva para 2021.

Saudade de escrever, de partilhar. Saudade de ter ânimo e motivação, até isso o bicho levou. Mas, finalmente, com muita vontade de matar esta saudade. Ao menos isso. 

Pergunto-me, têm sentido mais saudades do quê?