Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Horas Vagas

Horas Vagas

32 factos sobre mim

Abril 24, 2018

Sonhadora

horasvagasblog_32factos.jpg

 1. Sou capricorniana, o meu signo diz muito sobre mim. 2. Adoro o rosa e o azul. E o amarelo. 3. Não tenho mau acordar mas o melhor é evitarem falar comigo logo pela manhã. 4. Não gosto de falar ao telefone. 5. Não gosto de esperar nem de fazer esperar. 6. Não gosto de café. 7. Adoro sushi e comida italiana. 8. Adoro coleccionar bons momentos. 9. As minhas melhores amigas vieram da primária. 10. A minha história de amor já tem 16 anos. 11. Tenho muito orgulho em manter estas pessoas na minha vida, de já ter passado mais de metade da minha vida ao lado delas. 12. Adoro o número 12. 13. Não sou supersticiosa mas acredito quanto menos souberem da minha vida (sobretudo o lado bom) melhor. 14. Dizem que tenho personalidade forte. Não sei se é bom ou se é mau. 15. Adoro o meu lado irónico e sarcástico (só para quem merece, claro). 16. Sou uma pessoa confiante, reconheço todos os meus defeitos e qualidades e vivo bem com isso. 17. Também vivo bem com a opinião dos outros. 18. Sou criativa, tenho sempre novas ideias, não posso estar parada. 19. Tenho memória de elefante, para o bem e para o mal. 20. Sou sonhadora mas com os pés bem assentes na terra. 21. Adoro viajar. 22. Destesto andar de avião. 23. Sou coleccionadora de moedas. 24. Cheguei à casa dos 30 com um dente de leite! 25. Já usei aparelho por causa do dente de leite, tive de reposicionar o definitivo que nasceu por detrás. 26. Depois da maternidade, tornei-me numa pessoa de lágrima fácil, é-me impossivel esconder os meus sentimentos. 27. Nunca apanhei nenhuma bebedeira, não sou apreciadora de bebidas alcoolicas. 28. Já fumei. 29. Já fiz patinagem artistica de competição. 30. Sou ambidestra. 31. A minha intuição é muito apurada. 32. Adoro fazer anos e adoro a maturidade e a serenidade que os 30 trouxeram.

Os meus erros para ser 'fit'

Abril 23, 2018

Sonhadora

Antes de passar à partilha das minhas mudanças alimentares, às dicas que me foram fornecidas, quero fazer uma auto-análise dos meus erros porque é muito mais fácil solucionar um problema quando somos sinceros em reconhercer as suas causas.

 

Ser gulosa. Ponto número um e o cerne da questão. Não falo propriamente dos doces porque evito-os ao máximo, sobretudo tê-los cá em casa para não cair em tentações (mas o meu marido faz questão de trazê-los!), mas sou muito gulosa por pão, queijos, massas, molhos - comida italiana, senhores! Resumindo: tudo o que faz mal eu gosto. E sou daquelas gulosas que até pode já estar bem mas come sempre um bocadinho mais daqueles pratos preferidos por pura gulosice. 

 

Petiscar. A minha nutricionista diz que é por não trabalhar, que estando em casa acabo por ter a comida sempre à mão de semear. [O que ela não sabe é que eu trabalhava a partir de casa ...]. 

 

Comer fora. Os fins-de-semana costumam ser dias de descanso total (até da cozinha!) e acabamos por ir comer fora. Se dentro de quatro paredes tento levar uma alimentação o mais saudavel possivel, quando saimos o caso muda de figura, comemos tudo o que não comemos em casa (leia-se, fast-food!). Não seria muito grave se fosse uma vez por semana, o problema é que muitas vezes também sou desafiada durante a semana! [Para bem da minha linha, o melhor é pôr termo à minha vida social ...]

 

Falta de variedade. Considero que levo uma alimentação variada no que toca ao consumo de peixe, carne e comidas vegetarianas, mas no que toca aos acompanhamentos sou muito mais limitada, é quase tudo corrido com arroz, esparguete e saladas. Ando a esforçar-me para incluir novos acompanhamentos e apostar em ter mais legumes no prato - comer sempre sopa não é desculpa!

 

Falta de imaginação. Por mim, comia sempre torradas ou sandes ao pequeno-almoço e lanche (já disse que adoro pão e queijos?). As refeições intermédias são o meu calcanhar de Aquiles, algo que tenho vindo a melhorar.

 

Escassez de líquidos. Bebo imensa água de verão, mas de inverno o caso muda de figura, até me esqueço de consumir líquidos. Tenho adoptado a dica da minha nutricionista e tem ajudado.

 

Desinteresse pela musculação. Adoro aulas de grupo, já experimentei quase todas e gosto de muitas delas, mas a parte de musculação, ficar ali sozinha agarrada às máquinas é um bocado secante para mim, até tem sido posto de lado. Eu sei que é essencial para covertermos massa gorda em massa muscular mas é algo que não me cativa muito. Prometo que irei esforçar-me mais nas máquinas daqui para a frente [quiçá, até venha a fazer grunhidos estranhos como os musculados que andam para lá - me-do!] e irei pedir um novo plano de treinos.

Como sobreviver aos terrible two

Abril 18, 2018

Sonhadora

A semana passada fomos à pediatra, tinha ficado combinado na consulta dos dois anos passarmos por lá aos dois anos e meio. Está tudo ok com o pequeno, cresce a olhos vistos, a pediatra está sempre a dizer que já não faz sentido fazer os ajustes entre idade cronológica e idade corrigida - diz isso desde que ele tem meses mas ficamos sempre muito orgulhosos. Está a desenvolver-se normalmente como um bebé de termo, mais à frente numas coisas, mais atrás noutras, mas tudo dentro dos tempos esperados. Independentemente da consulta do privado, da maternidade ou no centro de saúde (bebé prematuro sofre!), todos frisaram duas etapas nesta fase dos dois anos: as famosas birras e os terrores nocturnos. Confere! Tudo.

 

Em relação às birras, começaram pouco antes de fazer os dois e acalmaram pouco tempo depois. Foi uma fase curta mas altamente desesperante! Acho que ele acordava com a missão de fazer uma birra por dia (mas de longa duração!). Felizmente, estas birras mais parvas duraram pouco tempo, acho que ajudou levar esta situação com a máxima calma que me era possível, encarando este desafio como uma etapa normal do crescimento, do testar limites, de formação de personalidade. Acredito que ser firme nas minhas decisões tirou-lhe o apetite para perder tempo com choros, apercebeu-se que a birra não era solução. Na maioria dos casos bastava ignorar a cena da birra e explicar, posteriormente, que se portou mal, que a mãe já tinha explicado o motivo da sua decisão, que estas birras só servem para ficarmos cansados e tristes. Noutros casos, quando ele não se acalmava sozinho, dava-lhe muito mimo mas sem fazer as vontades, não sou adepta de deixar chorar até se cansar ...

 

É claro que não posso falar no passado porque, com certeza, haverá mais birras feias, como disse a pediatra, ainda tem muito tempo para elas! [Que motivador] Por enquanto, ficamo-nos pelas pequenas birrinhas [pede-ouve-contesta-conforma-se num instante] É a fase em que ele já se apercebeu que já não está ligado por um cordão umbilical, que é um ser independente, mas muito dependente das vontades da mãe e do pai, que apesar de tudo, quem manda somos nós.

 

Os terrores nocturnos. Felizmente, só presenciei este cenário umas duas vezes, normalmente acontecia durante a sesta da tarde na casa da avó. Coitada, é mesmo aflitivo. Ele ainda está a dormir mas chora como se alguém estivesse a matá-lo. É horrivel ... Felizmente, foi outra fase curta, ninguém merece este sentimento de impotência, de aflição. Como coincidiu com o facto dele ter maior liberdade, de sair um pouco debaixo da asa da mãe, fiquei sempre com aquele sentimento que estes pesadelos podiam ser fruto do medo da separação, de sentir-se abandonado porque aconteciam quase sempre na casa da avó. Passei a dizer-lhe que nunca na vida iría abandona-lo, a conforta-lo na hora de dormir e parece que ajudou. Como se diz, a falar é que nos entendemos!

  

Nestes dois anos e meio sinto que ele está um pequeno homenzinho, muito mais compreensivo, que aprende facilmente as coisas, que já vai conhecendo os nossos limites sem testá-los. Dizem que os dois são uma fase terrível mas nós até nos estamos a safar bem. E conheço pais que também não se queixaram muito, dizem apenas que a fase dos dois chegaram aos 3/4 anos ... Será? Qual será o próximo desafio?!

Dizem que mães de meninos poupam dinheiro ...

Abril 05, 2018

Sonhadora

horasvagas_zarakids_verão2018.jpg... mas eu nunca tive essa sorte porque, até à data, tenho a sorte de encontrar (muita) roupa gira para ele. 

 

Não é que ele precise de mais roupa, ele já está bem fornecido para a primavera/verão (e para o próximo outono/inverno também!), mas depois de passar no site da Zara Kids fiquei com vontade de trazer tudo. ADORO. O meu marido até já mandou a piada que qualquer dia o miúdo também precisa de um closet (não me dêem ideias!). Eu sei que ele não precisa de muita roupa mas eu sou uma mãe vaidosa, é mais forte do que eu ...

Caça aos ovos de Páscoa

Abril 04, 2018

Sonhadora

horasvagasblog_páscoa_2018.jpg

O meu filho anda viciado em ovos (da galinha, de brincar e, sobretudo, de chocolate!). Repete a palavra "ovo" e "Humpty Dumpty" três mil vezes ao dia. É tão traumatizante que uma pessoa, mesmo em sossego, fica com a música do Humpty  a ecoar na cabeça. Adiante. Dada a adoração dele por ovos, este ano lembrei-me da caça aos ovos de Páscoa, uma actividade gira para os mais pequenos. Excusado será dizer que ele adorou. Arranjei uma maneira de mantê-lo entretido durante horas e quando me canso de esconder ovos ele próprio esconde e procura! 

horasvagasblog_páscoa2018.jpg

O meu Março

Abril 02, 2018

Sonhadora

Iniciei o mês com uma pequena mudança de visual, tenho uns óculos novos e o pequeno parece aprovar. Eu tiro-os para ler mas ele vem e mete-me na cara! 

 

 O balanço de inverno foi positivo, só fomos uma vez ao médico, mas esta primavera começou atribulada. Ele já está fino mas eu ainda estou em recuperação.

 

Com a doença e a mudança de hora as rotinas do pequeno estão descontroladas. E eu que nem sou muito rigída com rotinas (mas gosto de manter as refeições e a sesta numa certa janela temporal) confesso que este ano tem sido o caos! A recuperar das poucas noites mal dormidas, ele agora tem acordado mais tarde. Com a mudança da hora, ele acorda tardissimo. Se antigamente acordava por volta das 8.30h, agora acorda às 11h. Se costumava fazer uma sesta por volta das 14h, agora é a hora que termina de almoçar. A dormir mais horas durante a noite agora nem quer sestas (a não se que vá de cú tremido no carro, se a viagem for mais longa!).  [Socorro!]

 

A pouco e pouco lá vou atingindo os meus objectivos no ginásio. Este mês não perdi peso mas perdi 5cm de perímetro abdominal. (Ontem disseram-me que estava mais magra!)

 

Fomos ver a exposição de Lego Star Wars, no Almada Fórum, e, para variar, as actividades são apenas para miúdos maiores de 3 anos. Nos sites não faziam referência e foi um desilusão. Até os 3 anos ele anda a ver muitos aviões ...

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D