Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Horas Vagas

Horas Vagas

32 factos sobre mim

24.04.18

horasvagasblog_32factos.jpg

 1. Sou capricorniana, o meu signo diz muito sobre mim. 2. Adoro o rosa e o azul. E o amarelo. 3. Não tenho mau acordar mas o melhor é evitarem falar comigo logo pela manhã. 4. Não gosto de falar ao telefone. 5. Não gosto de esperar nem de fazer esperar. 6. Não gosto de café. 7. Adoro sushi e comida italiana. 8. Adoro coleccionar bons momentos. 9. As minhas melhores amigas vieram da primária. 10. A minha história de amor já tem 16 anos. 11. Tenho muito orgulho em manter estas pessoas na minha vida, de já ter passado mais de metade da minha vida ao lado delas. 12. Adoro o número 12. 13. Não sou supersticiosa mas acredito quanto menos souberem da minha vida (sobretudo o lado bom) melhor. 14. Dizem que tenho personalidade forte. Não sei se é bom ou se é mau. 15. Adoro o meu lado irónico e sarcástico (só para quem merece, claro). 16. Sou uma pessoa confiante, reconheço todos os meus defeitos e qualidades e vivo bem com isso. 17. Também vivo bem com a opinião dos outros. 18. Sou criativa, tenho sempre novas ideias, não posso estar parada. 19. Tenho memória de elefante, para o bem e para o mal. 20. Sou sonhadora mas com os pés bem assentes na terra. 21. Adoro viajar. 22. Destesto andar de avião. 23. Sou coleccionadora de moedas. 24. Cheguei à casa dos 30 com um dente de leite! 25. Já usei aparelho por causa do dente de leite, tive de reposicionar o definitivo que nasceu por detrás. 26. Depois da maternidade, tornei-me numa pessoa de lágrima fácil, é-me impossivel esconder os meus sentimentos. 27. Nunca apanhei nenhuma bebedeira, não sou apreciadora de bebidas alcoolicas. 28. Já fumei. 29. Já fiz patinagem artistica de competição. 30. Sou ambidestra. 31. A minha intuição é muito apurada. 32. Adoro fazer anos e adoro a maturidade e a serenidade que os 30 trouxeram.

Os meus erros para ser 'fit'

23.04.18

Antes de passar à partilha das minhas mudanças alimentares, às dicas que me foram fornecidas, quero fazer uma auto-análise dos meus erros porque é muito mais fácil solucionar um problema quando somos sinceros em reconhercer as suas causas.

 

Ser gulosa. Ponto número um e o cerne da questão. Não falo propriamente dos doces porque evito-os ao máximo, sobretudo tê-los cá em casa para não cair em tentações (mas o meu marido faz questão de trazê-los!), mas sou muito gulosa por pão, queijos, massas, molhos - comida italiana, senhores! Resumindo: tudo o que faz mal eu gosto. E sou daquelas gulosas que até pode já estar bem mas come sempre um bocadinho mais daqueles pratos preferidos por pura gulosice. 

 

Petiscar. A minha nutricionista diz que é por não trabalhar, que estando em casa acabo por ter a comida sempre à mão de semear. [O que ela não sabe é que eu trabalhava a partir de casa ...]. 

 

Comer fora. Os fins-de-semana costumam ser dias de descanso total (até da cozinha!) e acabamos por ir comer fora. Se dentro de quatro paredes tento levar uma alimentação o mais saudavel possivel, quando saimos o caso muda de figura, comemos tudo o que não comemos em casa (leia-se, fast-food!). Não seria muito grave se fosse uma vez por semana, o problema é que muitas vezes também sou desafiada durante a semana! [Para bem da minha linha, o melhor é pôr termo à minha vida social ...]

 

Falta de variedade. Considero que levo uma alimentação variada no que toca ao consumo de peixe, carne e comidas vegetarianas, mas no que toca aos acompanhamentos sou muito mais limitada, é quase tudo corrido com arroz, esparguete e saladas. Ando a esforçar-me para incluir novos acompanhamentos e apostar em ter mais legumes no prato - comer sempre sopa não é desculpa!

 

Falta de imaginação. Por mim, comia sempre torradas ou sandes ao pequeno-almoço e lanche (já disse que adoro pão e queijos?). As refeições intermédias são o meu calcanhar de Aquiles, algo que tenho vindo a melhorar.

 

Escassez de líquidos. Bebo imensa água de verão, mas de inverno o caso muda de figura, até me esqueço de consumir líquidos. Tenho adoptado a dica da minha nutricionista e tem ajudado.

 

Desinteresse pela musculação. Adoro aulas de grupo, já experimentei quase todas e gosto de muitas delas, mas a parte de musculação, ficar ali sozinha agarrada às máquinas é um bocado secante para mim, até tem sido posto de lado. Eu sei que é essencial para covertermos massa gorda em massa muscular mas é algo que não me cativa muito. Prometo que irei esforçar-me mais nas máquinas daqui para a frente [quiçá, até venha a fazer grunhidos estranhos como os musculados que andam para lá - me-do!] e irei pedir um novo plano de treinos.

Pág. 1/4